sábado, 18 de dezembro de 2010

Mais uma vez

Mais uma vez transformo em versos meu desespero,
minha fuga para um bom lugar,
palavras que se formam para dar sentido à minha loucura.

Mais uma vez, Senhor, preciso pedir bem mais do que eu mereço.
E o que fazer, se minha razão diz que não posso,
e eu não esqueço dos meus erros?
Tantos votos e promessas vãs,
palavras sem propósito,
e que agora me cobram o sentido que deveriam dar,
fazem meu coração se fechar, mas não me impedem de confiar
e, mais uma vez, clamar o Teu nome.

Eu não tenho méritos, nem vitórias,
nada do que tenho ou sei é meu.
Desde sempre, tudo o que tenho é Teu.
Como tomar de Ti o pouco que posso Te ofertar?

Mais uma vez, me encontro em um 'final',
pagando por minhas faltas.
Sei que mereço as possíveis lágrimas,
mas talvez Tu chores ao meu lado,
permitindo-me a dor como forma de ensinar.
E isso me basta. Sim, isso me salva.

Perdoa se eu não souber continuar o plano
que iniciaste em minha vida.
Perdoa por não saber viver o sentido
de perseverar,
e por, de todas as coisas, só saber esperar
e confiar infinitamente em Tua

MISERICÓRDIA.


Amém.

Um comentário:

  1. Miguel Moia Júnior16 de junho de 2011 09:57

    Puxa... gostei muito... 1 pontinho pra vc!!!
    Mas a misericórdia de Deus é tão grande que Ele sempre nos encontra nas nossas esquinas de dor e sofrimento das nossas vidas...

    Abração

    ResponderExcluir

Comenta aí, vai! O post só fica completo com a opinião de vocês... ;)

---------------------------------

Caso queira comentar e não possua uma conta no Google, basta escolher a opção Nome/URL e digitar apenas seu nome, pois o campo URL é opcional.

Abraço a todos!